Notícias
História
Galeria
Locais de interesse
Caracterização
Localização
Livro de visitas
Orgãos autárquicos
Obras
Painel informativo
Regulamentos
Heráldica
Contactos
Obras

Escola convertida em turismo de habitação

A obra mais emblemática para o actual executivo da Junta será a remodelação das escolas primárias, convertidas agora em turismo de habitação. “As escolas estavam a ficar degradadas porque já não tínhamos crianças suficientes para que fossem dadas aqui aulas. Fizemos o projecto de turismo de habitação, apresentámos à Câmara, foi aprovado e concretizou-se. Foi uma obra que nasceu com bastante apreço, uma vez que existe no coração da aldeia, é aqui que se concentram as pessoas”, salienta Belarmino Silvestre Pinto.

O investimento de 300 mil euros visa proporcionar melhores condições a quem quiser visitar a freguesia e também o concelho a partir de Urrós: “no período de Verão é importante podermos recolher alguém que venha de fora. Temos de agradecer, sem dúvida, à Câmara Municipal por nos ter ajudado nesse sentido, foi das obras mais benéficas para a freguesia”.

O orgulho de manter a praça de touros

As obrigações legais levaram a Junta de Freguesia a intervir na praça de touros, criando “alguns melhoramentos” como novas bancadas, “porque as anteriores estavam degradadas”, casas-de-banho públicas e bancadas para deficientes. “As obras eram mesmo necessárias, senão não nos passavam a licença para espectáculos. Todos os anos é feita uma vistoria para ver se o recinto está em condições e é um orgulho para a freguesia ter a única praça física de Trás-os-Montes”, explica o presidente da Junta.

Belarmino Silvestre Pinto acrescenta: “só fazemos um espectáculo por ano, pois não temos população que dê para mais, mas é sempre feito, apesar de serem muito caros e nós não queremos aumentar a bilheteira, dado estarmos em época de crise. Só houve um ano em que não se fez, por causa do mau tempo. Esta intervenção foi realizada durante três anos e custou cerca de 20 mil euros”.

Serviços mais eficazes ao longo da Avenida

O arranjo da Avenida de São Sebastião, em 2007, permitiu a melhoria dos equipamentos de serviços básicos. A intervenção para pavimentação e melhoramento da via permitiu instalar uma rede de águas nova, assim como mais algumas condutas de saneamento. A obra proporcionou ainda a possibilidade de pavimentar e melhorar o espaço envolvente à Capela de São Sebastião.

“Fizemos ainda o alargamento do largo do coreto”, recorda o presidente da Junta, explicando: “existia a 100 metros, talvez nem tanto, uma casa de habitação. Já há 20 anos, quando era também presidente da Junta, existia nesta parte uma rua com uma faixa de rodagem e a outra estava ocupada com casas. Comecei a pensar que era importante criarmos este espaço. Não o consegui no outro mandato, chegámos a acordo com três ou quatro proprietários, mas ficou uma quando eu saí. Estive fora da Junta uns 12 anos e deu-me outra vez para me meter neste barulho, o que deu origem a tirar mais uma casa deste sítio e consegui, neste mandato, negociar com o proprietário para ele sair”.

“Havia algumas casas que estavam limitadas quanto ao saneamento, nomeadamente as que estavam no lado direito de quem vai para a EN 221. Hoje beneficiam do saneamento”, acrescenta Belarmino Silvestre Pinto. O investimento total rondou os 35 mil euros, verba que contou com financiamento do FEDER (Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional) e do AIBT (Acção Integrada de Base Territorial) do Côa.

Capelas e cruzeiro mais limpos

As duas capelas da freguesia foram alvo de intervenções da Junta para maior conforto de quem as frequenta e também para embelezar os dois espaços. “A Capela de Santa Cruz estava a precisar de ser pavimentada, as infestantes eram muitas e os herbicidas não funcionavam bem, nunca se conseguia ter o pavimento devidamente limpo”, explica o presidente Belarmino Silvestre Pinto. A Capela fora restaurada pela Comissão Fabriqueira e a Junta “tinha de pavimentar o acesso”, o que foi conseguido mediante um investimento de 12 mil euros.


Quanto à Capela de São Sebastião, também a parte do adro foi pavimentada, “pois o piso era de terra batida”, recorda o presidente da Junta: “O espaço ficou bem”.
Além das duas capelas, o Executivo da freguesia procedeu também à limpeza do Cruzeiro e do espaço envolvente.

Capela de Santa Cruz Capela de São Sebastião

 
Energica, Lda